Cantinho das Escritoras


Repassando uma atualização feita pela Karine;

Reparem que tem uma nova página no nosso menu principal: Cantinho das Escritoras 

Algumas de nós aqui gostam de se aventurar pela escrita além da leitura e aos poucos vamos desencubando essas histórias escondidas haha
 
Fiquem a vontade para conhecer nosso cantinho e ler nossas obras, ficaremos muito felizes :D
Karine Corso

Destrua-me - Tahereh Mafi



Destrua-me é o livro 2, de "Estilhaça-me", que já falei aqui .

A história continua ótima, já que particularmente sou fã de distopias. A personagem principal nos faz torcer por ela assim como Katniss em Jogos Vorazes e pra variar veio um triângulo amoroso chato nessa segunda parte.

E o pior: tá difícil escolher, pq os dois são lindos, rolou química e tensão sexual com os dois aiaiai estou tão confusa quanto Juliette. Só aguardando pra ler o livro 3 mesmo.

Sem contar que um deles é todo anti-herói com daddy issues. Entendededores entenderão né?

O foco neste livro é a adaptação de Juliette ao seu novo meio, já que pela primeira vez ela tem a companhia de várias pessoas como ela e não é uma prisioneira.

Podemos ver uma Juliette um POUCO mais segura de si e de seus poderes e o final do livro deu a entender que no livro 3 finalmente ela vai estar fodona empoderada, porque os mimimi de "sou pirigosa e tenho que ficar longe das pessoas" cansa um pouquinho.

Mas não cansa o suficiente pra não nos fazer devorar cada página.

Particularmente estou fascinada pela forma como a escritora descreve os sentimentos. É como se estivéssemos sentindo as emoções junto com Juliette. Até porque ela usa o famoso risco que eu nunca tinha visto em nenhum livro. E apesar do livro ser contado em primeira pessoa (algo que está meio modinha, cá entre nós.) conseguimos ter uma boa visualização dos outros personagens e das outras histórias.

Enfim recomendo tanto quanto o primeiro. Leiam e me ajudem a escolher entre os boys haha.

É isso, boa noite ^^

Com outros olhos - Thati Machado



Boa noite gente, hoje vim falar de um livro de escritora brasileira e independente :D

Primeiramente queria dizer que o que me fez ler este livro em primeiro lugar foi o fato de eu pagar pau pra Thati.

Por acaso conheci ela no Wattpad e adorei o fato de ela interagir com seus seguidores e escrever sobre temas importantes de serem discutidos.

Feminista de carteirinha, seus livros tem personagens gays, negros, trans, gordos, cegos, enfim pessoas de todos os tipos, o que eu acho super legal, pois é raro ler livros em que os protagonistas não sejam todos lindamente brancos e heterossexuais.

Resumindo, foi por isso comprei esse livro e como eu esperava, ele não decepciona.

Apesar da história se desenvolver em apenas 87 páginas, o romance é leve, gostoso e bem escrito.

A história fala de Lana, uma moça que era popular no colégio e acaba sofrendo um acidente que muda toda sua vida. Atriz, ela trabalha numa famosa companhia de teatro tentando ignorar suas limitações devido ao acidente, onde reencontra Arthur, um homem que há anos tinha um amor platônico por ela.

Conforme Lana e Arthur se envolvem por causa de seus personagens Julieta e Romeu, vemos eles próprios se tornando mais íntimos de uma forma que antes do acidente, talvez nunca acontecesse.

O livro deixa no final aquela famosa moral da história: há males que vem para o bem.

Embora com sequelas do acidente (não vou dar spoiler dizendo quais) Lana se tornou uma pessoa melhor para si mesma e para os outros.

Super indico para todos, especialmente para quem tem preguiça de livro grande. É tão delicinha que eu li, acho que em uma hora, devorando cada página.

Para quem quiser adquirir esse e outros livros da Thati, entrem em contato diretamente com ela aqui

Você já ouviu falar do Wattpad?



Wattpad é uma rede social para ler e escrever online. DE GRAÇA. FREE. NO DINHEIROS.


Uma diversão para leitores e para novos escritores.

E #ficadica:

Se você é um escritor encubado saiba que as editoras estão de olho nas histórias do wattpad.

Pode ser sua chance de conseguir um contrato.

MAAAAS não se anime tantoo, porque encontrar história boa de cara no Wattpad é BEM díficil.

Todo mundo se vê no direito de escrever seu original/fanfic lá sem muitas vezes nem se dar ao trabalho de passar no corretor ortográfico antes de postar.

Pra te ajudar com isso vou dar umas dicas de leitura do Wattpad:
(depois que você fizer o cadastro e me seguir lá é claro @karinecorso





Esse romance da fofa Thati Machado é um show de representividade, com protagonista gorda empoderada cheia de auto estima e personagem transexual. O Preço de um Olhar.

Esse livro de outra fofa, a Cintia e é um romance histórico que se passa no Brasil, estilo "Senhora". Ganhou premiação (sim wattpad também tem prêmios e concursos :D) e é super bem escrito, inclusive fala de alguns eventos históricos do Brasil da época. Ah e tem sequência.

Por hoje é só pessoal, se cadastrem no Wattpad !

Estilhaça-me - Tahereh Mafi


Confesso que comprei este livro pela capa, descrição e tal e acabou me surpreendendo.

Achei que se tratava de apenas um romance teen, porém para minha alegria ele tem um fundo político também. Se passa num mundo meio apocalíptico, o que me lembrou Jogos Vorazes e a personagem principal tem uma espécie de dom especial, o que me lembrou de X-Men. Duas histórias que me atraem, logo é minha maneira de dizer que o livro é muito bom.

O livro é contado em primeira pessoa, o que nos aproxima muito da personagem principal Juliette, porém diferente do que se espera, os outros personagens também são bem desenvolvidos embora sob o olhar de Juliette.


O enredo principal trata-se desta menina cujo toque é letal fazendo com que ela terminasse numa prisão, aos 17 anos. Embora os personagens principais sejam adolescentes, a história trata de um tema bem adulto: sobrevivência. Tudo parece perdido para Juliette, que nem lembra há quanto tempo está presa, quando de repente ela ganha um companheiro de cela chamado Adam, que vai mudar seu destino e o rumo dessa história.

Não tem como falar muito deste livro sem dar spoilers, logo o que posso dizer é que se você gosta de aventura e de x-men e jogos vorazes, esse vai ser um bom livro pra você.

Aliás, livros, pois é o primeiro de uma trilogia. Aliás, por este motivo o livro termina deixando muita coisa em aberto, fazendo com que se deseje começar o próximo logo.

Outra coisa boa: é curto: apenas 307 páginas e super rápido para ler porque a história é bem direta e não perde tempo com descrições desnecessárias e enrolações.

Outra coisa boa? Tá baratinho. Confere aqui

Então resumindo: se jogue.



#ficadica



Enfim, 30. Um livro para não entrar em crise. - Jana Rosa e Camila Frender


Falei deste livro no outro blog, mas vou falar nesse aqui também porque é muito bom.

Confesso que comprei com um tantinho de medo de cair no lugar comum, porém as autoras Camila Frender e Jana Rosa mostraram justamente o porquê não devemos seguir nada do que dizem parentes, revistas, e personalidades em geral sobre os 30 anos.

O livro é de leitura rápida e leve (188 páginas) e MUITO engraçado. As autoras comentam os temas casamento, filhos, amizades e carreira (os mais recorrentes nessa idade) com humor e contando aspectos pessoais da vida delas e das amigas, como se estivéssemos conversando com uma amiga durante a leitura.
As autoras também comentam algumas frases (cujos autores elas não citaram por motivos óbvios) ditas sobre como se portar aos 30 anos e algumas são completamente bizarras para o padrão atual de todas as mulheres de 30 que conheço, eu inclusa. Também apresenta algumas dicas de como agir naquelas situações que ás vezes nos fazem perder a auto-estima e auto-confiança.


Então aí vai algumas das coisas que você mulher de 30 tem que fazer ou parar de fazer: (lembrando que tanto no livro quanto aqui neste post, estamos sendo irônicas.)

1- É o proibido franjas, especialmente no meio da testa

2- No lugar dos jeans despojados e peças mais soltas entram os recortes modernos, as camisas, vestidos de linhas finas, peças de alfaiataria, blazers e calças bem cortadas. Nos pés o salto alto cai muito bem em mulheres dessa idade.

3- A boa notícia é que o cabelo pode ajudar a esconder os primeiros sinais da idade, como rugas na testa.

4- Camisa branca, blazer, calça social, scarpin e saia lápis.

5-Nessa idade as peças justas e curtas já pedem cuidado. Nada de microshort justinho!



Enfim, essas são apenas algumas das superdicas contestadas no livro de forma que vai fazer você se sentir ótima com a sua nova idade e sua nova fase da vida. Além de que também ele dá ótimos conselhos. Conselhos BONS mesmo, não do tipo que as nossas tias mais velhas costumam dar. Então se joguem.

É baratinho, curtinho e rápido de ler, se você faz o tipo preguiçosa.

Vá comprar JÁ :D

As Horas Distantes - Kate Morton

Uma carta entregue com 50 anos de atraso é o ponto de partida de As horas distantes. Intrigada com a reação da mãe ao receber a carta, assinada por uma certa Juniper BlytheEdie Burchill passa a procurar respostas para os enigmas que envolveram a juventude de Meredith Baker. Intercalando as incursões de Edie ao passado da mãe, uma jornada que a leva à Segunda Guerra, e relatos sobre as excêntricas irmãs Blythe, a autora engendra uma trama repleta de segredos que conduz a um final surpreendente.

Depois de terminar "O Jardim Secreto de Eliza", nenhum livro me parecia atrativo. Mas foi então que a solução veio quando li a descrição deste outro livro da mesma autora. Ele parecia ter o mesmo estilo e dinâmica, misturando passado, presente, segredos, mistérios, romance. Foi uma boa saída e uma solução acertada, " As horas distantes " se revelou outro ótimo livro.

Novamente me senti envolta pelo ar intrigante que só Kate Morton sabe criar, com personagens tão reais que aprendemos a conhecer cada traço de suas personalidades, o que nos leva a ficar completamente apaixonada por cada um deles.

O livro reserva várias surpresas, algumas mais surpreendentes, outras mais previsíveis. O fato é que nos sentimos muito impelidos a comentar. É o tipo de livro muito indicado para leitura em um Clube de Leitura, por exemplo, pois são muitos os detalhes para serem comentados e é preferível que isso vá acontecendo durante a leitura - para que nenhum detalhe escape.

Outro aspecto interessante no livro é o conteúdo histórico. Este nos leva para dentro da Segunda Guerra e é possível conhecer vários detalhes que foram vividos pela população como o blackout, a evacuação das crianças para o campo, o racionamento de alimentos, dentre outras coisas. É como aprender história da maneira mais interessante possível.

O livro só perde um pouco do brilho pelo fato de a maioria dos mistérios terem sido deixados para ser desvendados no fim, ao contrário do primeiro já citado, onde isso vai acontecendo gradativamente, aguçando ainda mais a curiosidade do leitor.

De qualquer maneira, uma leitura muito agradável e e uma história muito bem escrita, cujos detalhes ficam ecoando em nosso pensamento por muito tempo depois da leitura ter terminado.

Terminar a leitura de "As horas distantes" nos traz uma nostalgia que é ao mesmo tempo é gostosa e triste, mas não consigo cogitar a ideia de passar a vida sem conhecer essa história.

O Jardim Secreto de Eliza - Kate Morton

Em 1913, um navio chega à Austrália direto de Londres, trazendo com ele uma menina de quatro anos, absolutamente sozinha, sem um acompanhante adulto sequer. Com ela, apenas uma pequena mala com um livro de contos de fadas. O mistério de quem era a bela garota, que dizia não lembrar seu nome, e de como chegou ao porto, jamais foi desvendado. Em suas memórias ela trazia apenas a imagem de uma mulher que ela chamava de a dama ou a Autora e que dizia que viria buscá-la. Muitos anos depois, em 2005, na cidade australiana de Brisbane, a doce e reservada Cassandra herda de sua avó Nell uma casa na Inglaterra. Surpresa, ela descobre que a casa esconde as origens de sua avó, que foi uma vez a bela menina sem nome perdida no porto.

Por mais incrível que possa parecer, esse livro foi uma indicação de Ashley Clements (The Lizzie Bennet Diaries). Lembro vagamente da atriz ter respondido uma pergunta de uma fã afirmando que gostaria de ver/estar no filme baseado nesta obra. Como eu nunca tinha ouvido falar nessa história, fiquei intrigada com o fato dela afirmar que era tão boa e resolvi adicionar à lista de leitura. Bem, vou amar essa atriz para sempre.

Em primeiro lugar, não confunda "O Jardim Secreto de Eliza" com "Jardim Secreto" - o livro de colorir -  nem com "O Jardim Secreto" - o livro infantil - mesmo que este último tenha tanta semelhança que, a princípio, achei que se tratava da mesma história só que publicada em versões adulto e infantil.

No início, a leitura é um pouco confusa, devido a nossa falta de intimidade com as personagens e a história não seguir uma ordem cronológica. Mas, aos poucos vamos entendendo a história que vai ficando cada vez mais interessante, vamos descobrindo novas pistas, bolando nossas teorias e querendo ler sem parar.

Faltam palavras para descrever a grandiosidade e beleza dessa história, mas nada falta à autora. Esta criou uma história tão bem elaborada e amarrada  e a apresentou de forma tão brilhante, que não conseguimos pensar em nenhuma outra maneira de contá-la tão bem, de fazê-la tão interessante. 

No fim, estava tão apaixonada pelas personagens e pela escrita, que não sabia se procurava outro livro da autora ou recomeçava a leitura, já sentindo saudade de todos, não querendo que terminasse nunca.

Meu desejo é que todos possam conhecer, se intrigar e se apaixonar por esta história como fiz. Permitam-se deliciar-se nessa história. E voltem para comentar comigo. 

Cinquenta tons de Sr. Darcy - Emma Thomas



Boa noite!!!

Faz muito, mas muitoo tempo que eu não faço uma resenha aqui, não por falta de leitura mas por uma mistura de falta de tempo + preguiça que me impede de tirar uns minutos do dia/noite para vir aqui recomendar (ou não) um livro pra vocês.

Hoje vou falar deste livro que eu adorei, ri muito porém obviamente como o nome já diz: É UMA PARÓDIA! e tem "50 tons" no nome, logo não espere ler o romance do ano, obviamente.

Segue a sinopse: Imagine Elizabeth Bennet e o sr. Fitzwilliam Darcy, protagonistas de Orgulho e preconceito, deixando de lado a moral e o recato e dando vazão a seus desejos mais ocultos de forma mais pervertida que Christian Grey e Anastasia Steele, personagens de Cinquenta tons de cinza...

Provavelmente os fãs da saga original de 50 tons detestarão este livro, porque ele é uma zueira completa, porém se você como eu, acha a história de 50 tons um lixo e quer algo para dar umas risadas/passar o tempo, eu super recomendo este livro.

Na verdade eu não tinha ideia do quanto 50 tons era ruim até ler esse livro, porque todas as coisas que são muito mal escritas no livro original, neste são verdadeiramente exageradas.

Se você é um fã chato de "Orgulho e Preconceito" que abomina que tenham feito uma paródia com ele, também não recomendo este livro.

Btw Emma Thomas é um pseudônimo, porque ninguém de respeito colocaria o próprio nome neste livro, rs.


Bom é isso galere, entre o sofrível "50 tons de cinza" e o cômico "50 tons de Darcy" ainda fico com o segundo, porque pelo menos fomos avisados de que não devemos leva-lo a sério.

Beijokas da Kah



Considerações Finais sobre A Saga Foxworth -V.C. Andrews

A Série de Livros



 
Sem sombra de dúvidas, o melhor livro foi o primeiro, Jardim dos Esquecidos (1), que desperta a curiosidade e nos faz seguir em frente. O livro é diferente, perturbador, impossível de não se prender. 

Pétalas ao Vento (2), apesar de não da maneira que se espera, esclarece e acrescenta um pouco à história.  Já Espinhos do Mal (3) e Sementes do Passado (4), são bastante irrelevantes à história, já que falam basicamente à nova geração, sendo que o último deixa inúmeras pontas soltas que jamais serão atadas.

Jardim das Sombras (5) apesar de nos trazer uma informação realmente bombástica e que faz tudo ter sentido, peca em muitos aspectos, sendo quanto as atitudes das personagens ou erros básicos de contradição que chegam a ser um pouco irritantes. 

Ao terminar a Saga fico dividida entre, ter conhecido toda a história e ficado um pouco decepcionada ou ter permanecido na curiosidade e manter o encantamento desperto pelo primeiro livro. 

O fato é que, a história é tão envolvente que acabamos presos à ela da mesma maneira que aquelas crianças no sótão e, por fim, só vamos nos libertar ao ler absolutamente tudo sobre eles, mesmo que o enredo não satisfaça nossas expectativas iniciais. 

Se ficou interessado, leia mais sobre os livros em suas resenhas individuais e links no skoob.